A raça bovina Maronesa tem sido utilizada desde sempre como animal de trabalho, embora a sua aptidão carne tivesse sido sempre aproveitada. Actualmente é explorada por esta última aptidão tendo um produto certificado, a “Carne Maronesa – DOP”.
A utilização centenária desta raça bovina autóctone como força motriz, determinou o seu morfotipo, o qual obedece a atributos de trabalho com especificidades determinadas pelo meio onde se insere e pela selecção artificial.
Esta raça é explorada em duas regiões naturais Alvão-Marão e Padrela-Falperra.
Caracteriza-se por ser uma raça psiquicamente viva, com constituição robusta, morfologicamente de braquicefalia notória, eumétrica, mas de forte heterometria e mediolínea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *