Uma equipa composta por membros do projeto Rebanhos + Clima Positivo e alunos da Escola de Pastores participaram em mais um intercâmbio de boas práticas pastorícias na Península Ibérica.
Desta vez, o destino foi a região da Catalunha (Espanha) e começou com uma visita ao projeto “Ramats de Foc”.
Este projeto, gerido pela Fundação Pau Costa, valoriza e promove a criação de rebanhos para a gestão do risco de incêndios através do pastoreio em áreas florestais.
Através do selo “Ramats de Foc” promovem a continuidade da atividade pecuária no território e ajudam a prevenir incêndios florestais.

No segundo dia de intercâmbio pela região da Catalunha, a comitiva do projeto Rebanhos + Clima Positivo teve oportunidade de conhecer os trabalhos do Centre Tecnològic i Forestal de Catalunya.
Trata-se de um centro de pesquisa aplicada na área florestal que visa, sobretudo, o desenvolvimento dos meios rurais e a gestão sustentável de recursos naturais.
No seio do Parque Natural de la Montanya de Monserrat a equipa do projeto Rebanhos + Clima Positivo conheceu, in loco, explorações extensivas de bovinos e caprinos, que têm sido investigadas e apoiadas pelo CTFC, sendo duas das principais referências de boas práticas pastorícias na região.

Durante a viagem à Catalunha, em Espanha, a equipa do projeto Rebanhos + Clima Positivo teve a oportunidade de conhecer e vivenciar diversas iniciativas de valorização de produtos locais e turísticos levados a cabo por vários criadores de gado da região.
Foi o caso da quinta Els Metges, junto à serra de Les Gavarres. Trata-se de uma casa familiar que, para além da criação de gado, promove o turismo e a gastronomia, naquele que é um espaço com alojamento local e um restaurante com produtos de excelência.

Esta iniciativa foi realizada no âmbito projeto “REBANHOS MAIS financiado pela Fundação “La Caixa” no âmbito do programa “PROMOVE REGIÕES FRONTEIRIÇAS”.

Rebanhos+

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *